Quarta-Feira, 23 de agosto de 2017 Nossa história      

Notícias

Prefeitos falam sobre o ‘Movimento Municipalista’ e apostam na união

Em pauta, o fortalecimento dos municípios

O sentimento de necessidade de união para o fortalecimento dos municípios é comum entre todos os prefeitos presentes no I Movimento Municipalista realizado na manhã desta sexta-feira (4) no Centro de Treinamento de Diocesano, em Picos.

O evento foi organizado pela Attiva Planejamento, Consultoria e Assessoria, promovido pela Associação dos Municípios do Vale do Itaim (AMVI) e Associação dos Municípios da Microrregião de Picos (AMPICOS), com o apoio da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e Confederação Nacional dos Municípios (CNM), e contou com as presenças de cerca de 30 prefeitos do centro-sul do Piauí.

Em pauta, o fortalecimento dos municípios. Os gestores acreditam que, somente unidos através das associações regionais e com a realização de consórcios, poderão economizar os recursos, como também, ter maior influência nas esferas estadual e federal.

Chico Carvalho, prefeito de Massapê do Piauí – “Faço uma avaliação positiva. O encontro foi bastante participativo, com a presença de boa parte dos prefeitos dos municípios desta região do Vale do Itaim, como também, do Vale do Guaribas. E tivemos palestras importantes e esclarecedoras, que servirão de servir de suporte para as práticas no dia-a-dia dos municípios. Nesse cenário econômico atual, é necessário adotar aquela linha que o senador Freitas Neto colocou em sua palestra: ter uma equipe eficiente, o ajuste fiscal e eleger as prioridades, senão você termina focando em vários horizontes e ao final não alcança a nenhum deles. […] Em Massapê tem sido muito difícil, mas nós temos feito isso, priorizado as áreas prioritárias, como a saúde, educação e abastecimento de água, a manutenção do município e o pagamento em dia do pessoal”.

Prefeito de Vila Nova do Piauí, Edilson Brito, que é vice-presidente da AMVI  – “A crise econômica e política é uma realidade no nosso país e tem afetado diretamente os municípios, e a união é uma das estratégias que nós prefeitos estamos colocando em prática para enfrentar esse problema. Em Vila Nova temos um município organizado, estamos com as folhas de pagamentos em dia e trabalhando para manter o bom andamento dos serviços. Mas o futuro é incerto e a gente está preocupado, se planejando para o que possa acontecer”.

Agenilson Dias, prefeito de Patos do Piauí e tesoureiro geral da APPM – “É o movimento que acredito que terá um bom proveito. Unidos os município são mais fortes. […] O deputado Júlio César fez uma explanação do que está dentro da pauta na municipalista. São lutas travadas em Brasília pela CNM, juntamente com o deputado Júlio César, que é um grande municipalista, como os precatórios do Fundeb, que estão bloqueados pelo TCE, penalizando os municípios nesse momento de crise; as reformas trabalhista e da previdência; e a reforma federalista, que trata do aumento do percentual para os municípios. Os municípios estão sendo muito penalizados. Tudo acontece no município, mas grande parte da arrecadação fica com a União. E também essa questão do ICMS Ecológico. Hoje o Piauí é um dos maiores produtores de energia renováveis, a eólica e solar, e o Piauí e os municípios estão ficando muito pouco desse recurso”.

Chico Pitu, prefeito de Marcolândia – É um evento de grande importância para toda essa região, que está dando mais um passo com a criação da nova Associação, a AMVI. Precisamos integrar os municípios e falar uma língua só e deixar dizer que prefeito não faz nada, que prefeito é corrupto. Pelo contrário, prefeito é honesto e tem vontade de trabalhar. O que tá faltando é recurso. Por isso a gente precisa se unir para buscar recursos nos órgãos federais e estaduais e de soluções para sanar os problemas e os problemas dos municípios. […] Meu município é um dos mais sofridos do Piauí. Nós não temos água encanada. A água vem de carro pipa. Agora mesmo tive que comprar duas mil carradas de água no município de Araripina. As dificuldades são enormes”.